terça-feira, 29 de setembro de 2009

A pergunta que não quer calar



"A pergunta mais importante é: o que você está fazendo pelos outros?"

Martin Luther King Jr., orador, pastor protestante, EUA, 1929-1968


A frase acima foi a que enviei na ultima sexta-feira na lista de pensamentos do dia que costumo enviar para meus amigos.

O engraçado é o eco que essa mesma pergunta vem fazendo na minha consciência já há alguns anos, vem e vai a todo momento me fazendo pensar em "n" alternativas de uma vida melhor para aqueles com quem encontro numa situação que não seja de mínima dignidade que temos por direito.

O desconforto em algumas situações chega a causar ânsia, numa mistura de vergonha e impotência, mas que de alguma forma busco superar.

Quando era criança, não podia andar de ônibus que passava mal, minha mãe queria me matar quando me via com aquela cara de enjôo, mas com o tempo passei a sentar proximo da janela pra ventilar mais o rosto e me incomodar menos com o "balanço do buzão", com o passar do tempo fui perdendo esse mal estar e a necessidade me fez andar tanto que se passasse mal a cada viagem talvez não sobraria matéria em mim para escrever aqui hoje.

Enfim, na ocasião me acostumei com a sensação incomoda e busquei mecanismos para que enganasse meu organismo. Mas com o incomodo mencionado por Luther King a coisa é diferente, bem diferente, pois por mais que você queira, não dá pra enganar, não dá pra fugir da responsabilidade de que somos nós quem podemos e devemos mudar o contexto desfavorável do "outro".

"O que você está fazendo pelo outro?"
...essa é a pergunta que não cansa de ser feita, todos os dias...

Abs,
Rafa

Um comentário:

  1. Show de Bola, Rafa!!!

    é uma pergunta que todos devem fazer!!!

    Perguntar é o início...o mais importante é a RESPOSTA e o planejamento de ajudar o próximo.

    Abraços

    ResponderExcluir