domingo, 18 de julho de 2010

Pensamento Livre



"Aprendi que a coragem não era a ausência de medo, mas o triunfo sobre ele. O homem corajoso não é aquele que não sente medo, mas o que conquista esse medo." Nelson Mandela

No ultimo final de semana tive a oportunidade de prestigiar o belissimo filme "Invictos" que retrata alguns dos desafios enfrentados por Nelson Mandela após assumir a presidência da até então dividida, África do Sul.

Dividida não territorialmente, mas em virtude regime apartheid (segregação racial) que restringia os direitos da população negra naquela país.

Uma grande lição de perdão e amor oferecido por Mandela, onde mesmo depois de 30 anos na prisão, soube usar o poder para unir e não dividir ainda mais a nação já tão sofrida pelos inumeros conflitos em torno do preconceito racial.

Abaixo o poema de William Ernest Henley (1849-1903)que inspirou Mandela enquanto permaneceu na prisão:

"De dentro da noite que me cobre,
Negra como a cova, de ponta a ponta,
Eu agradeço a quaisquer deuses que sejam,
Pela minha alma inconquistável.

Na cruel garra da situação,
Não estremeci, nem gritei em voz alta.
Sob a pancada do acaso,
Minha cabeça está ensanguentada, mas não curvada.

Além deste lugar de ira e lágrimas
Avulta-se apenas o Horror das sombras.
E apesar da ameaça dos anos,
Encontra-me, e me encontrará destemido.

Não importa quão estreito o portal,
Quão carregada de punições a lista,
Sou o mestre do meu destino:
Sou o capitão da minha alma."

Nenhum comentário:

Postar um comentário